21/07/2020

Coren-GO fiscaliza 326 instituições e entrega 16 mil máscaras, em 120 dias

Diante atual da pandemia do coronavírus, o Conselho de Enfermagem

Diante atual da pandemia do coronavírus, o Conselho de Enfermagem de Goiás ajustou o enfoque da fiscalização para equipamentos de proteção individual, plano de contingência e averiguação de denúncias relacionadas à Covid-19. Do final de março até o momento, foram fiscalizadas 326 instituições na capital e interior; alcançando aproximadamente 26 mil profissionais de Enfermagem. Além da doação de máscaras N95, com apoio do Conselho Federal, e de máscaras cirúrgicas, adquiridas com recursos próprios.

A partir das fiscalizações realizadas, foi possível protocolar pedidos em secretárias de Saúde, municipal e estadual; no Ministério Público do Trabalho e Ministério Público de Goiás. As reiteradas solicitações buscam oferta de EPIs adequados e em quantidade suficiente, substituição imediata de pessoal diante dos afastamentos de profissionais contaminados; e ampliação de equipe de trabalho.

A presidente do Coren-GO, Ivete Barreto relata que, além das petições, o Conselho tem exposto a situação em diversos veículos de comunicação e para categoria, para advertir quanto a necessidade de gestores e parlamentares mudarem a forma como têm visto a Enfermagem. “É inadmissível que a categoria seja a mais afetada pela Covid-19, com mais de 1 mil profissionais contaminados, e que ao mesmo tempo receba maior quantidade de pacientes para assistir e não receba EPIs suficientes e adequados”, afirma.

Diante da constante dificuldade apresentada pelas instituições de aquisição de EPIs, o Regional tem doado máscaras aos profissionais de Enfermagem. Foram doadas 10.200 máscaras cirúrgicas para unidades de 35 municípios diferentes. Das máscaras N95, doadas em parceria com o Cofen, 30 municípios foram contemplados com um total de 5.870.

Segundo destacado por Ivete Barreto, embora a obrigação legal de ofertar EPIs seja do empregador, as doação realizadas refletem a preocupação com a categoria e a decisão de apoiar a categoria e a Saúde do País diante do enfrentamento da pandemia. “Destinar parte dos nossos recursos para aquisição e distribuição de EPIs para categoria foi uma contribuição adicional ao nosso papel fiscalizador. Durante as entregas, recebemos apoio e agradecimento dos profissionais das unidades”, disse.

Para definir a doação são levados em consideração a falta de EPI e tipo de atendimento realizado por unidade; denúncias recebidas e averiguadas pelo Conselho; e números de contaminação e óbitos pela Covid-19 no município. Parte das entregas está sendo realizada diretamente nas instituições; em outros casos, o Conselho tem agendado com a instituição a retirada das mesmas na sede da Autarquia.

 

Doação de máscaras cirúrgicas

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Doação de máscaras N95




  • Licitacao2-207x115