29/10/2018

Simpósio debate infeção hospitalar

A convite da FBMFarma, especialistas apresentam tendências, inovações e melhores práticas

A convite da FBMFarma, especialistas apresentam tendências, inovações e melhores práticas clínicas para o setor de esterilização

Considerado um dos setores mais sensíveis dentro de clínicas e hospitais, especialmente na prevenção de infecções, o papel das Centrais de Materiais e Esterilização (CME) será discutido no próximo dia 12 de novembro, no Centro Administrativo do Distrito Agroindustrial de Anápolis (Daia), durante o 2º Simpósio de Esterilização: Segurança do Paciente. Promovido pela FBMFarma, renomados especialistas vão apresentar tendências, inovações e melhores práticas clínicas para que o profissional mantenha-se competitivo e saiba lidar com os desafios que acompanham a evolução da saúde. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas pelo e-mail esterilizacaofbm@fbmfarma.com.br.

A CME é responsável pelo processamento de artigos como instrumental e roupas cirúrgicas. Esse processamento envolve a limpeza, o preparo do artigo, da carga de esterilização, a esterilização, a guarda e distribuição dos itens a todas as unidades consumidoras da instituição. “Sem que haja esterilização adequada, não existe segurança nos procedimentos dentro das unidades hospitalares, o que pode causar danos ao paciente”, explica o enfermeiro especialista da FBM, Jonantan Luiz da Silva.

Segundo estudo divulgado este ano pela Organização Mundial de Saúde (OMS), 7% dos pacientes vão adquirir alguma infecção durante a internação hospitalar. Já um levantamento da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), realizado em 2017, apontou que 55,7% dos pacientes internados com sepse (infecção generalizada causada por bactérias, vírus, fungos ou protozoários) vão a óbito.

O 2º Simpósio de Esterilização: Segurança do Paciente é voltado para profissionais que atuam em hospitais, clínicas, profissionais de saúde e de entidades de saúde. A FBM, além de indústria farmacêutica, tem departamento especializado na esterilização de materiais termosensíveis de modo geral para hospitais e clínicas. A empresa tem clientes em Goiás, Tocantins, Distrito Federal e Minas Gerais.

Palestrantes

A enfermeira Kazuko Uchikawa Graziano, doutora e mestre em Enfermagem pela Universidade de São Paulo, com pós-doutorado em Leicester (Inglaterra), e o médico Luiz Carlos Fonseca e Silva, consultor em Esterilização de Produtos para Saúde, serão os principais palestrantes do dia – a programação começa às 9 horas. Kazuko vai falar sobre prazo de validade para o sistema de barreira estéril e controle de qualidade e segurança nos processos de esterilização. Luiz Carlos abordará o processamento de material de uso único e gerenciamentos de resíduos em serviço de saúde. No final do dia, os dois vão debater polêmicas, mitos e verdades no processamento de produtos para saúde. O simpósio é organizado pela FBMFarma com apoio da Imperial Hospitalar, Stericontrol e A-Ceolin.

HORÁRIO

PALESTRA

PALESTRANTE

  9h – 9h30 Recebimento e Apresentação Enf.° Especialista Jonantan Luiz e direção FBM.
9h30 – 10h45 Translação do conhecimento: usando as melhores evidências na prática clínica do CME
Tema quente: Existe prazo de validade para o sistema de barreira estéril?
 Kazuko Uchikawa Graziano

 

10h45 – 11h15  Intervalo Coffee Break
11h15 – 12h15 Processamento de material de uso único, o que há de novo? Existem ainda polêmicas? Qual o direcionamento? Luiz Carlos da Fonseca e Silva

Almoço

14h – 15h Controle de Qualidade e Segurança nos processos de esterilização. Quais os desafios? Kazuko Uchikawa Graziano
15h – 15h45 Gerenciamentos de resíduos em serviço de saúde RDC 222/2018. CME e descarte de explantes: qual é o seu destino? Luiz Carlos da Fonseca e Silva
15h45 – 16h  Intervalo Coffee Break
16h – 17h Polêmicas, mitos e verdades no processamento de produtos para saúde. Kazuko Uchikawa Graziano e Luiz Carlos da Fonseca e Silva



  • Legislacao1-207x114
  • Licitacao2-207x115