- Conselho Regional de Enfermagem de Goiás - http://www.corengo.org.br -

COREN-GO reúne senadores em live para discutir aprovação do PL 2564/2020

[1]O Conselho Regional de Enfermagem de Goiás realizou na noite de quarta-feira, 20, uma live com Senadores da República no Encerramento da Semana da Enfermagem 2021. Na oportunidade, mediados pela Presidente Edna de Souza Batista, os parlamentares Fabiano Contarato (REDE-ES), Zenaide Maia (PROS-RN) e Luiz do Carmo (MDB-GO) debateram sobre aprovação do PL 2564/2020, que institui o piso salarial nacional e a jornada de trabalho de 30 horas aos profissionais da Enfermagem.

No encontro virtual, Edna Batista agradeceu a presença dos senadores e compartilhou a situação de descaso vivida pelos profissionais da saúde, “Nos somos a maior categoria da saúde, é a única sem piso salarial e jornada de trabalho regularizada. Fomos a que mais perdemos vítimas para a COVID 19 e não há a valorização. Aprovação do PL 2564/2020 é justiça a homens e mulheres que saem das suas casas arriscando a vida em prol de outras”, destacou a Presidente do COREN-GO.

Autor do PL 2564/2020, o Senador Fabiano Contarato reafirmou seu compromisso em lutar pela aprovação do projeto de lei “Mesmo não sendo da área da saúde sei da realidade que esses profissionais passam. Avançamos muito com o relatório já definido, 71 senadores assinaram o requerimento de urgência, e agora nossa mobilização deve ser para que possa pautar o projeto, afirmou o parlamentar capixaba.

Relatora do PL, a Senadora Zenaide Maia, ressaltou o trabalho que os profissionais da Enfermagem, “Aprovamos um orçamento de guerra para a Pandemia da COVID 19, porém não valorizamos os soldados que estão na linha de frente. Desde do nascimento ao óbito, o profissional da Enfermagem está na assistência direta da saúde, não é possível essa categoria não ter piso salarial, declarou a Senadora.

Primeiro Senador Goiano a declara apoio ao PL 2564/2020, Luiz Carlos do Carmo reafirmou seu compromisso com a Enfermagem, “O Piso Salarial não é para o profissional ficar rico, é para ele sobreviver de forma digna. È  necessário que toda a categoria pressione os parlamentares em cada estado par que enfim esses heróis sejam de fato valorizados”, frisou o parlamentar.